NÃO PERCA A HORA!

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Libras - Sueli Ramalho Segala






LEITURA LABIAL - Entrevista  com Sueli Ramalho Segala

Não há limites para quem quer se comunicar. Sueli Ramalho Segala (Rio de Janeiro1964) é  atrizescritoraprofessora de línguas e intérprete .          É surda e poliglota em  línguas de sinais.


Após assistir ao vídeo, redija um comentário com coesão e coerência.

80 comentários:

  1. O vídeo demonstra a importância da comunicação através da Língua de Sinais por proporcionar qualidade de vida, consciência e cidadania na vida das pessoas com deficiência auditiva.
    A forma como Sueli é capaz de entender e dialogar através da leitura labial é admirável, como se ela estivesse realmente ouvindo; junta-se a isso o fato de ser capaz de compreender vinte e seis idiomas diferentes.
    A Língua de Sinais é realmente imprescindível para um professor, pois é uma forma de inclusão social capaz de promover a interação, o desenvolvimento cognitivo e a aprendizagem dos estudantes.
    Assim como Sueli diz, em sua feliz colocação, para quem é surdo de nascença, não existe deficiência e sim uma cultura diferente e que precisa de uma mediação, como Língua dos Sinas, para promover a comunicação.

    Daniela Cristina Araújo
    5° Período de Pedagogia

    ResponderExcluir
  2. Quem disse que deficiente auditivo não fala?
    Sueli Ramalho Segala e a prova viva, que sim deficiente auditivo dialoga como qualquer outra pessoa normal.Sueli que domina trinta e duas línguas de sinais.Sem dizer que esta linguagem ajuda no desenvolvimento cognitivo.
    Ela faz uma leitura labial impressionante, sua maneira de dialogar com o entrevistador Antônio Abujamra nem parece ser deficiente auditiva, com perguntas seguidas de respostas; ela diz claramente sobre as questões perguntadas, isto faz de Sueli o seu diferencial e tem o maior prazer de ensinar aqueles que possui a mesma deficiência.
    No entanto, Sueli diz: que é preciso desenvolver mais sinais na LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS ainda falta muitas palavras sem sinais. Dependendo o que vai dizer em libras fica sem sentido para os deficientes auditivos; pois eles veem os sinais em formas de imagens não como palavras. Nesta linguagem na maioria das vezes os preposições não se encaixa nas frases em libras, pois sem elas dificulta o entendimento da fala; há muito que melhorar ainda.
    Opinião: ao meu ponto de vista as escolas estaduais deveria ser obrigatório na grade curricular, aulas de LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS; só assim talvez desmistificaria e acabar com estes preconceitos e provocações sem limites...
    Tamara da Silva Reis.
    3º Período de Pedagogia

    ResponderExcluir
  3. Pude perceber como nos seres humanos não temos limitações, quando falamos de sobrevivência. Assim a professora Sueli nos representa muito bem. Deus é bom conosco, se nos falta algo . Ele nos ajuda a conseguir de outra forma , até mesmo num simples gesto de se comunicar. Impressionante. Patricia Guimarães -7 período -Pedagogia.

    ResponderExcluir
  4. Achei fantástica a história dela. São exemplos assim que fazem com que desmistificamos a ideia de que o surdo tenha uma comunicação limitada, nos atentando para a inteligência de adaptação dessas pessoas que sobressaem diante das dificuldades da privação deste sentido.

    Gabriela Aparecida Pereira dos Santos
    3º Período de Pedagogia

    ResponderExcluir
  5. Fantástica e maravilhosa história, Sueli Ramalho tem uma facilidade incrível para dialogar através da leitura labial, sendo deficiente auditiva. É muito interessante, e admirável merece todo respeito, pois é uma história de força de vontade, inspiração e interesse de poder ajudar ao próximo. A importância da língua de sinais na vida do deficiente auditivo contribui para a valorização de sua cultura e de sua forma de comunicação, fazendo com que compreenda as informações que lhes são passadas. Assim, facilita e propicia a inclusão social a comunicação entre surdos e ouvintes, em que visa ter um desenvolvimento cognitivo ainda maior, no entanto inclui sua adaptação ao seu meio.

    Isabela de oliveira
    3 período de Pedagogia

    ResponderExcluir
  6. O video mostra claramente, que os surdos tambem se comunicam normalmente entre os ditos normais e que não necessariamente precisamos ser ouvintes para nos comunicarmos.
    Hoje em dia a nossa sociedade esta cada vez mais atenta a inclusão,e isso é muito bom para a interaçao e comunicação, não somente dos surdos mais de todos os outros que tem algum tipo de dificuldade!!! Flávia Aparecida de Oliveira 7 periodo de pedagogia

    ResponderExcluir
  7. SURDO é uma pessoa NORMAL como qualquer outra. Sueli Ramalho deixa bem claro isso. Ela é um exemplo a ser seguido, mostrando que a palavra limite só existe para aquelas pessoas fracas. Ela é uma verdadeira guerreira.Achei super interessante o vídeo. Letícia Cabral 3 período de pedagogia.

    ResponderExcluir
  8. Adorei o vídeo, ele nos apresenta que só existe limite para quem não tem coragem de seguir em frente. Sueli Ramalho é um exemplo de superação, ela nos mostra que o surdo é capaz de falar e atender o que nós falamos, o que deve ter é força de vontade e incentivo de quem os ensina.

    Anatieli do Carmo Brito - 3° período de pedagogia

    ResponderExcluir
  9. Sueli nos mostra que realmente não há limites para quem quer se comunicar.
    Ficamos admirados com tamanha determinaçao de Sueli. Esse vídeo nos mostra que somos capazes, que nada nessa vida é impossível,que não há limites para quem quer e se empenha. Ela nos mostra q somos todos iguais que nossas capacidades são as mesma basta querer. Achamos incrivel a facilidade que ela tem de responder e commpreender cada pergunta.

    Izinha e Bruno.3° periodo

    ResponderExcluir
  10. Muito bom, são coisas assim que nos fazem perceber que a vida só é difícil para quem não tem vontade de vencer. Quando vemos o vídeo pensamos que ela ouve, mas depois percebemos que o entrevistador fala devagar e pausadamente para que ela possa entender o que ele fala. Ela mostra que o surdo tem sim a capacidade de falar e se comunicar bem e é através disso que ela ultrapassa várias "barreiras".

    Dihenifer Forte dos Santos - 3° Período de Pedagogia

    ResponderExcluir
  11. Esse vídeo nos mostra o quão importante é a Língua Brasileira de Sinais, não somente para a comunicação da comunidade surda, mas de todos nós. Sueli Segala vem para mostrar que não existe limites, o interessante é como ela compreende com a maior facilidade o que o apresentador fala. A disciplina de Libras deveria ser incluída nas escolas para que todos tenham acesso, e principalmente para as crianças com deficiência auditiva possam conviver melhor em nossa sociedade..
    Gabriela Marmo de Vasconcelos Ferreira 3°período Pedagogia

    ResponderExcluir
  12. Esse vídeo nos mostra o quão importante é a Língua Brasileira de Sinais, não somente para a comunicação da comunidade surda, mas de todos nós. Sueli Segala vem para mostrar que não existe limites, o interessante é como ela compreende com a maior facilidade o que o apresentador fala. A disciplina de Libras deveria ser incluída nas escolas para que todos tenham acesso, e principalmente para as crianças com deficiência auditiva possam conviver melhor em nossa sociedade..
    Gabriela Marmo de Vasconcelos Ferreira 3°período Pedagogia

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Sueli Ramalho nos mostra que deficientes auditivos podem superar suas dificuldades.E nos apresenta também a limitação de se comunicar,já que a maioria da população desconhecem a linguagem de sinais. Tais dificuldades a levaram a aprender a leitura labial e mostrando a todos nós que não há limites a comunicação.
    E que a dificuldade somos nós mesmos que impomos.
    Bruna Maria Diniz Ferreira
    3º período/ Pedagogia /Facica

    ResponderExcluir
  15. Sueli Ramalho nos mostra que deficientes auditivos podem superar suas dificuldades.E nos apresenta também a limitação de se comunicar,já que a maioria da população desconhecem a linguagem de sinais. Tais dificuldades a levaram a aprender a leitura labial e mostrando a todos nós que não há limites a comunicação.
    E que a dificuldade somos nós mesmos que impomos.
    Bruna Maria Diniz Ferreira
    3º período/ Pedagogia /Facica

    ResponderExcluir
  16. Sueli Ramalho é um grande exemplo de como os surdos podem ter uma vida absolutamente normal, e que são capazes de dominar não apenas a Língua Brasileira de Sinais como tantas outras. É impressionante a sua capacidade de leitura labial, tanto que em alguns momentos é possível duvidar de que se trata de uma pessoa surda.Precisamos abrir nossa mente para podemos compreender que os surdos não são pessoas incapazes, ao contrario são pessoas com grandes capacidades que necessitam apenas de uma educação inclusiva de qualidade.
    Cristiane Damasceno
    3° Período de Pedagogia FACICA

    ResponderExcluir
  17. É simplesmente magnífico esse vídeo, Sueli além de atriz, escritora e professora, é um exemplo de superação para todos nos, de que com coragem todos somos capazes de seguir em frente independente de qualquer limite, até mesmo o de se comunicar.
    Bruna Linds Araújo
    3° Período de Pedagogia.

    ResponderExcluir
  18. Sueli ramalho é um exemplo de superação para a sociedade, atualizando que hoje ela pratica 32 línguas de sinais, no video ela cita que o mundo era diferente, e ela tem toda razão, pois o mundo precisa se esforça para a comunicação com os surdos.
    Portanto os surdos, tem a mesma capacidade de mudar o mundo, em uma frase dela fala que " a sociedade só quer a perfeição", sendo que os sinais também indicam a direção ao caminho.
    Aluno: Messias Costa Vieira
    3° Período ADM.

    ResponderExcluir
  19. A necessidade de conhecer o mundo fez com que Sueli Ramalho Segala aproveita-se todos as oportunidades de aprendizado fazendo com que se torna-se referencia na língua de sinais. Mostrando que não a limites para quem quer superar as condições que a vida lhe proporciona. Pois, não existe em pessoas diferentes apenas que não tem à oportunidades de conhecimento.
    Alunos: Ana Paula Macedo
    Priscila da Silva Carvalho
    Saulo Pereira Machado
    3°Período Administração

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Adoramos o vídeo, ele demonstra a necessidade que Sueli teve em mostrar aos supostos anormais vistos por ela , de como a comunicação por sinais se faria necessária para a convivência entre ambos; isso implica num contexto de fácil percepção no vídeo pois surge a pergunta: Quem é o diferente ? Pois para ela os outros que não intendiam os sinais eram deficiente e não sabiam se comunicar. Logo notamos uma incrível capacidade de Sueli de percepção e uma notável capitação de conhecimento de varias linguagens estrangeiras de sinais. Mas sobretudo na forma dinâmica que ela encontrou para se comunicar utilizando a fala e a leitura labial.
    Alunos: Breno Henrique Mesquita
    Cristiane de Souza Vieira
    Karen Hevelliny Florêncio Vitor
    3º Período de Administração

    ResponderExcluir
  22. Um vídeo interessante, pois temos uma visão diferente das pessoas surdas e a Sueli Ramalho fez agente enxergar de uma forma diferente, da forma que ela visava as pessoas que pra nós seriam normais no ponto de vista nosso, que além deles terem essa necessidade de não ouvir aprenderam ainda mais que agente os que dizem normais. E o mais interessante que nunca tinha passado na nossa cabeça foi a questão dela não saber que a voz de homem é diferente de uma mulher, claro que eles não iriam saber pois são surdos, porque apenas notamos que eles são surdos e apenas isso mais não prestamos atenção no que passa em suas cabeças,no esforço que eles fazem pra aprender as coisas e não nos colocamos em seus lugares.
    Alunos: Thiago Vitor Godofredo
    Maria Gabriela Santana Barcelos
    Gabriela Alves
    3° Período Administração

    ResponderExcluir
  23. Um vídeo interessante, pois temos uma visão diferente das pessoas surdas e a Sueli Ramalho fez agente enxergar de uma forma diferente, da forma que ela visava as pessoas que pra nós seriam normais no ponto de vista nosso, que além deles terem essa necessidade de não ouvir aprenderam ainda mais que agente os que dizem normais. E o mais interessante que nunca tinha passado na nossa cabeça foi a questão dela não saber que a voz de homem é diferente de uma mulher, claro que eles não iriam saber pois são surdos, porque apenas notamos que eles são surdos e apenas isso mais não prestamos atenção no que passa em suas cabeças,no esforço que eles fazem pra aprender as coisas e não nos colocamos em seus lugares.
    Alunos: Thiago Vitor Godofredo
    Maria Gabriela Santana Barcelos
    Gabriela Alves
    3° Período Administração

    ResponderExcluir
  24. Este vídeo mostra a importância de se aprender a língua de sinais para a inclusão das pessoas surdas na sociedade, pois os surdos tem total capacidade de se expressar e viver normalmente como as outras pessoas. O maior exemplo desta importância é a Sueli Ramalho entrevistada neste vídeo que é surda, atriz, escritora, professora de línguas e intérprete brasileira e fala 32 línguas diferentes.
    Um outro detalhe do vídeo, apresenta também um fato interessante da vida dos surdos, pelo fato de não ouvirem, somente enxergarem, os surdos só entendem as palavras com significados concretos. Isso desafia o locutor interprete em libras a transmitir o significado de uma palavra abstrata de forma em que o surdo à entenda.
    Alunos: 3° período de administração
    Ezequiel Luiz
    Eduardo Domingueti

    ResponderExcluir
  25. Esse vídeo nos mostra a importância de se aprender a língua de sinais. Pessoas surdas como a Sueli se adaptam ao nosso mundo, aprendem a falar como nós e aprendem a leitura labial para que possam entender o que falamos. Seria muito justo se nós ouvintes aprendêssemos também. Vendo pela ótica de um deficiente auditivo, o mundo é que deficiente. Nossas culturas são diferentes, há pessoas que podem achar um absurdo um surdo entender uma pessoa ouvinte. Não há limites para quem quer se comunicar como no caso de Sueli Ramalho Segala que é atriz, escritora, professora, intérprete e poliglota.
    Alunas: Cíntia Bento Simão
    Jaíra Claudino Costa
    3º Período de Administração

    ResponderExcluir
  26. Este vídeo nos mostra que apesar da sua deficiência Sueli não deixou de correr atrás dos sues sonhos, mesmo sendo surda ela aprendeu a se comunicar por leitura labial e pela língua de sinais. Sueli fala 32 línguas e leva uma vida normal sendo escritora, professora e atriz. Com isso ela é um exemplo de superação para todos nós mostrando que podemos alcançar qualquer objetivo mesmo com tantas dificuldades.
    Alunas: Adrieli Petrila Martins
    Bruna Caroline Morais
    Jade de Oliveira Carvalho
    3º Período Administração

    ResponderExcluir
  27. A história de Sueli Ramalho Segala é um exemplo a ser seguido, nascida surda em uma família de surdos aprendeu a comunicar-se com leitura labial e sempre teve o desejo de ensinar outras pessoas a se comunicarem usando LIBRAS, com a curiosidade e vontade de aprender, dominou 26 línguas diferentes, é escritora, atriz e professora universitária. Assim mostrando a todos que não há limites para quem quer, para quem tem objetivos. Mesmo com dificuldades, se tivermos força de vontade conseguimos alcançar nossos sonhos. O vídeo também mostra a importância de aprender a língua de sinais, para que todos interajam entre si, fazendo com que tenham uma boa comunicação.
    Alunas:
    Bruna Jhennyffer Pena Araújo
    Gizeli de Oliveira
    Keila Aparecida Andrade
    Administração - 3º Período

    ResponderExcluir
  28. Sueli Segala serve de inspiração para todas as pessoas, pois venceu suas dificuldades e hoje já consegue fazer leitura labial algo que facilitou muito a sua vida. Sua leitura labial é perfeita, comunica-se com qualquer pessoa sem apresentar dificuldade, fazendo com que pessoas que desconhecem sua limitação não acreditem que ela é surda. O vídeo é muito interessante e ressalta muito bem a importância de se conhecer a língua Brasileira de Sinais.

    Alunos: Alexandre José Pereira
    Mylber Morais Novais
    Talis Henrique Oliveira
    3º Período de Administração

    ResponderExcluir
  29. Sueli Segala, surda de nascença, atriz, escritora, interprete em congressos internacionais, professora universitária que domina 26 línguas. Aos 17 anos aprendeu a falar como nós por meio de leitura de movimentos labiais.
    Sueli deixa bem claro que ser surdo não é ser deficiente, é apenas ter uma cultura diferente, deixa claro também as falhas que ainda há para se comunicarem. A LIBRAS só expressa sinais de palavras concretas, se não mostrar algo de imagem, de concreto, não é possível compreender o abstrato, que é subjetivo.
    Segala nos mostra também a importância das LIBRAS para os surdos, não basta apenas que os surdos saibam se comunicarem por meio de sinais, é necessário que toda a sociedade aprenda a falar com as mãos para assim promover a interação e a inclusão dos surdos na sociedade.
    Um momento emocionante do vídeo é quando Sueli fala sobre o som, que é o limite para os surdos, algo impossível de se imaginar. Mas afinal, o que é o som? O som é de fato algo complexo e admirável para quem não ouve mas, a falta dele não é capaz de impedir que uma pessoa viva, sua ausência não limita ninguém a vida, a integração, a comunicação e ao conhecimento.
    3º Período de Administração
    Alunas:
    Cleidiane Aparecida Luz
    Daiane Aparecida Braga
    Paula Caroline Pereira

    ResponderExcluir
  30. O mais incrível desta história é como Sueli enxergava a vida quando era criança, as orelhas penduradas sem função, como se fosse apenas um enfeite, e como ela via a normalidade em sua família e a diferença no resto do mundo, achava que todos as outras pessoas tinha deficiência então se sentia na obrigação de ensinar quem não falava com as mãos. E como simplesmente não ouvindo nada consegue realizar a entrevista com a maior naturalidade, sem dificuldade alguma.
    Simplesmente um vídeo renovador a auto estima, a autorrealização,que através de sua força de vontade e interesse em ajudar o próximo obteve muitas conquistas, e nos mostra que a vida não é tão difícil, nós "normais" que nos tornamos acomodados e desinteressados em ajudar os outros.

    Rosana Aparecida Santos
    Thaynara Fernandes
    Samuel

    3° Período Administração.

    ResponderExcluir
  31. Este vídeo é um demonstrativo das habilidades que o surdo pode desenvolver, a falta de audição é vista como uma deficiência que fecha muitas oportunidades para o crescimento pessoal do surdo. Sueli Ramalho Segala é surda nascida em uma família de muitos surdos, e aprendeu a linguagem oral através da leitura de lábios. Ela consegue expressar o que a cultura surda, como veem o mundo, que a principal fonte de informação é a imagem. Como ela diz no vídeo, a língua de sinais foi ensinada rapidamente por sua família e foi que aproximou do mundo dos ouvintes. Sueli aprendeu a língua de sinais de diferentes países e faz pensar que a língua de sinais deveria ser passada para todos, porque há muitos surdos em nosso país e fazendo com que haja uma diminuição nas barreiras de integração do surdo na sociedade.

    Ana Luiza Ribeiro
    Brenda Costa Piva Oliveira

    3° Período Administração

    ResponderExcluir
  32. Sueli Segala, surda de nascença, atriz, escritora, interprete em congressos internacionais, professora universitária que domina 32 línguas. Aos 17 anos aprendeu a falar como nós por meio de leitura de movimentos labiais. 
    Sueli deixa bem claro que ser surdo não é ser deficiente, é apenas ter uma cultura diferente, deixa claro também as falhas que ainda há para se comunicarem. A LIBRAS só expressa sinais de palavras concretas, se não mostrar algo de imagem, de concreto, não é possível compreender o abstrato, que é subjetivo.
    Vídeo incrível !
    Sueli junto com sua família por muito tempo quiserem saber o que o palhaço do circo dizia, e era um simples boa noite que chamou à atenção dela para a necessidade de aprender artes cênicas, expressão fácil para ajudar a entender o sentido de algumas palavras.

    Jheniffer Gonçalves
    Rosana Carvalho Ezequiel
    3° período adm

    ResponderExcluir
  33. Um misto de superação e força de vontade. Sueli Ramalho nos mostra que nada nessa vida e impossível, e quão diferente é o"mundo" de cada indivíduo.
    É lamentável saber que muitos deixam de realizar sonhos e reclamam constantemente de suas vidas mesmo sendo 'perfeitos' devido a pequenas objeções que lhe aparecem no decorrer da vida.
    Vale ressaltar que não existe pessoas melhores ou piores, mais sim pessoas que buscam auto conhecimento e tem vontade de fazer valer a vida, assim como Sueli fez e faz!
    Ana Luiza Batista
    Isabela Nislau
    3° ADM

    ResponderExcluir
  34. Muito interessante!
    6º Matemática

    ResponderExcluir
  35. Sueli Segala, nos mostra que deficientes auditivos podem superar suas dificuldades, ela possui uma leitura labial impressionante, um exemplo de esforço e força de vontade para alcançar o sucesso.
    A Lingua Brasileira de Sinais deveria fazer parte do curriculo escolar, facilitando a comunicaçao entre surdos e ouvintes, incluindo no mesmo meio social.
    .
    Deliana Novaes
    2 periodo Pedagogia - Facica

    ResponderExcluir
  36. Na entrevista de Sueli Segala, mostra-nos um exemplo de vida e superação, que é possível vencer as dificuldades. É incrível a sua maneira de percepção e leitura labial na qual explica que a Libras é uma língua que só expressa sinais de palavras concretas. Para ela, era apenas uma família normal no meio de tantos deficientes.É muito emocionante assistir uma entrevista como esta e poder conhecer um pouquinho de sua hístória que tanto nos faz refletir!
    É de cortar o coração quando vemos pessoas reclamando de seus afazeres, de sua vida, enfim de tudo isto porque são "perfeitas", enquanto, há pessoas que com muito muito pouco conseguem fazer toda a diferença.
    Um vídeo incrível de superação!

    Jaqueline Monique Ferreira
    2º Período de Pedagogia - Facica

    ResponderExcluir
  37. Ao analisar o vídeo e historia de Sueli Segala, fica cada vez mais nítido em minha concepção que em momento algum a palavra deficiente deve ser vista como adjetivo á aqueles que não escutam. A percepção, a sensibilidade, a cultura que estas pessoas trazem consigo é admirável, posso eu chamar de dom. São dotadas de uma força, de um coragem ousada e linda aos olhos de nós considerados "normais". A façanha de conseguir atribuir gestos as palavras, de conseguir perceber e estabelecer comunicação apenas pelos movimentos labiais é algo fascinante que deve ser muito respeitado e digno de admiração.
    2° Período de Pedagogia - Facica
    Raquel Chagas Pessoa

    ResponderExcluir
  38. É incrível e também para fazermos, pensar bastante nossas vidas , as vezes que reclamamos das nossas dificuldade,
    essa mulher que é completamente surda e é capaz de falar mais de 20 léguas, é genial. É refletir como o ser humano é capaz de vencer todas as barreiras, para vencer na vida.

    josé izaias matemática........

    ResponderExcluir
  39. A entrevista mostra dois conceitos importantíssimos:a deficiência é algo extensivo a todo e qualquer ser humano. Para quem é ouvinte, deficiente é quem não ouve, para o surdo é quem não se comunica por gestos. O segundo conceito manifesta-se na função inerente humana que é a Cultura. Cada comunidade tem sua identidade cultural e desenvolve, a partir dela, recursos para sua adaptação ao ambiente. Assim como o ouvinte tem sua máxima aquisição e demonstração de conhecimento pela audição/fala, o surdo usa-se da codificação e decodificação gestual. No retratado caso de Sueli, a aguçada percepção visual a fez, por leitura labial, identificar as estruturas fonéticas, entendê-las e até reproduzi-las.
    Enfim, é ridículo em plena era moderna estabelecer um padrão e submetê-lo a aceitação universal como sendo o normal, perfeito, eficiente e subjugar aqueles que não o contemplam.
    Biologicamente o ser humano é "constituído" por cinco sentidos, que possibilitam uma integração sócio-ambiental, logo a diferenciação e encanto está na diversidade de cada grupo em atribuir maior alcance a um determinado sentido, ou a vários.
    Um importante alicerce para a pluralidade cultural dá-se na Educação. O ato de educar politicamente requer não só o respeito a diferença, mas a eliminação do discurso de compaixão ao "deficiente" e sua substituição pelo convívio e intercâmbio cultural, com tudo aquilo e todos aqueles que historicamente foram ditos diferentes. Mas, sublinho que toda essa consciência inicia-se no educador, no seu exemplo,que o estudante se apropriará,levará para a família e, num plano não muito distante, a sociedade sofrerá efetiva mudança. Precisamos de visibilidade para mais deficientes que são vitimados pela tarja do preconceito e privados de uma educação inclusiva. Um mundo com mais Suelis.

    ALINE NUNES
    PEDAGOGIA, 2'PERÍODO, FACICA

    ResponderExcluir
  40. Ela nós dá um exemplo de que pessoas surdas podem ter capacidade de falar,são pessoas normais que a sociedade vem reconhecendo aos poucos,e dando a elas o espaço merecido.A pessoa surda depende da luz para se orientarem é visualizarem o concreto, já a sociedade para se comunicar utilizam o som é assim tem mais facilidade,mais ambos os mundos dos dois lados tendem se conectar cada vez mais rápido.

    Valdir Ribeiro Leopoldino
    Matemática 6° período

    ResponderExcluir
  41. Sueli Segala, nos mostra que possui uma capacidade de leitura labial incrível,e que apesar de ser surda fala varias línguas alem de humor brilhante, transparece muita alegria e satisfação em falar da sua vida e da experiencia em ser surda.
    Lais Neves Monteiro
    Matemática 6 período

    ResponderExcluir
  42. Magnifica,esplendida Sueli Ramalho Segala. Supera sua família que são mais de 30 membros todos com apenas a fala de sinais,assim em sua adolescência ela começa a desenvolver corretamente em português oral,mostra que cada vez mais abre espaço ao deficiente auditivo e eles não são diferentes são especiais.
    Mostra-nos a superação,alegria e expectativas para continuarmos lutando por um dia melhor,termos garras de superar qualquer obstáculos,foi assim que ela venceu,e passa adiante.
    Fiquei em boca aberta em suas expressões,sabe expressar sem se quer errar,lê os lábios do apresentador Antônio Abujamra com facilidade.
    Sueli Ramalho Segala me conquistou,pois tenho uma Mãe na qual é deficiente Auditiva não perdeu completamente a audição,mas há caso na família.
    Enfim,Sueli uma mulher de superação em nosso País.
    Márcia Jorge Ferreira
    Libras 2º Período


    ResponderExcluir
  43. Muito interessante o vídeo, Sueli Segala, nos mostra que deficientes auditivos podem sim superar as dificuldades. Ela traz para todos nós uma grande lição de vida; quando se tem força de vontade não há dificuldades que o façam desistir.
    O que me chamou muito atenção foi a leitura labial dela, que é magnífica. Isso mostra que independente de sua “deficiência” ou “limitação” a pessoa que é deficiente auditiva tem sim a capacidade de se comunicar tão bem quanto aqueles que são chamados de “pessoas normais.
    Acredito que a LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS, deveria ser introduzida no currículo escolar, assim todos aprenderiam a se comunicar também com as mãos

    2º Período - Pedagogia - FACICA
    Bruna Roberta de Lima Ferreira.

    ResponderExcluir
  44. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  45. Como é incrível a visão de mundo que uma criança surda tem, ver as orelhas como um “enfeite” e como sua família é vista com normalidade em comparação com o resto do mundo que, para ela, eram os deficientes. Nos mostra que ser surdo não é deficiência, é ter uma cultura diferente e como seria importante a comunicação por sinais para a convivência entre surdos e as outras pessoas. Sua capacidade de dialogar através da leitura labial e o fato de conseguir compreender vários outros idiomas impressiona. Maravilhosa Sueli Ramalho Segala, nos mostra, sobretudo, um grande exemplo de superação, servindo de exemplo para todos, que mesmo com sua limitação alcançou seus objetivos e fez diferença. Um vídeo muito interessante de uma mulher admirável!!!
    FACICA-2° período de pedagogia
    Hélen Apª. Morais Oliveira

    ResponderExcluir
  46. Sueli Segala mostra que não podemos desistir de algo que queremos, pois nenhuma deficiência atrapalhar em nada, ela traz um exemplo de vida de motivação e superação. Libras trouce grande oportunidade de ensinamento, pois ela achava que todos eram deficientes por fatos de não fala com mão. E muito interessante quando ela começar falar sobre o “som e os sinais”. Poderia ter uma lei que todas escolas deveria ter Libras, ela deveria ser importante nas escolas.

    ResponderExcluir
  47. Podemos observar que independente da dificuldade que temos na vida, ala nunca poderá nos vencer... Só de poder viver nesse mundo que seja surdo, cego ou mudo já somos vencedores! O que mais chama atenção é que para quem é ouvinte, deficiente é quem não ouve, para o surdo é quem não se comunica por gestos. Isso é exemplo para aqueles preconceituosos que escutam... Deficiente é aquele que tem preconceito. Sueli nos mostra que é possível sim seguir a vida com as dificuldades da vida e encerra sua entrevista dizendo: " A VIDA É UM DESAFIO MAS É MARAVILHOSA!"
    Exemplo de vida... #surdosfalam


    Felipe Nehme Silva
    Rafaela Neves
    Felipe Dionísio

    8°Período de Ciências Biológicas

    ResponderExcluir
  48. No vídeo mostra que as pessoas surdas tem sim a capacidade de entender o que falamos, e a importancia que as pessoas deveriam dar para pessoas com todos tipos de deficiencia ao invez de julga-las, diminui-las, e até mesmo exclui-las, Sueli Segala mostra com facilidade que todos somos capazes, e ela uma mulher, que poderia ter mais de mil motivos para desistir não desistiu . O que mais me chamou a atenção no vídeo foi a expressão dela ao dizer: " COMO SERÁ QUE É OUVIR ? SERÁ QUE O SOM ENTRA NO OUVIDO ? Isso é o valor da vida, que mesmo ela não ouvindo os sons ela entende o que as pessoas falam, não é mágico?! Sueli é um exemplo de mulher de superação, e muita decicação, nos mostra que é uma pessoa assim como nós com sonhos, e muita força de vontade.
    Seria muito importante se implementassem ao currilo escolar a materia de LIBRAS, para que crianças surdas não ficam prejudizadas, e nem se tornem adultos preconceituosos, educar as crianças que somos todos iguais, e mostrar a importancia de se aprender novas culturas.

    Natiele da Silva Peloso .
    Segundo periodo - pedagogia

    ResponderExcluir
  49. Amanda Aparecida da Cunha Silva. Segundo Período Pedagogia14 de setembro de 2016 14:57

    Tô muito surpresa. Tem certeza que ela é surda?
    Fiquei muito impressionada com essa entrevista no vídeo mostra claramente o quanto uma pessoa surda é capaz de entender e de superar profissionalmente. Sueli Segala é um exemplo de dedicação, superação e acima de tudo de mulher. Pudemos notar também na entrevista que não tem pessoa que quando tem força de vontade e determinação não vença na vida.Sueli está de parabéns.

    ResponderExcluir
  50. No vídeo demostrado trata de um assunto de visão bastante importante a todos, e permite com que a gente reflita bem antes de impor a qualquer situação na vida. E é bom esclarecer que a deficiência não é um problema da pessoa que a tem, mas sim de quem a vê. Isto é de suma importância, pois a problemática que envolve esses indivíduos está intimamente relacionada com o preconceito e a aceitação dessa condição. Portanto Sueli Sagala só foi mas um exemplo de que se pode aprender a qualquer momento e em qualquer idade.

    Cíntia Inácio Leopoldino.
    2º período - pedagogia

    ResponderExcluir
  51. Difícil de acreditar que Sueli Ramalho Segala seja realmente surda de nascença, ela fala com tanta naturalidade que nos deixa surpresos, a impressão que é nos passada é a de que ela ouve perfeitamente. Sueli é um exemplo de ser humano e a prova viva de que nós, considerados "perfeitos" somos na verdade aos olhos dela imperfeitos, pois para ela, o resto do mundo é que é diferente e somente a familia dela era normal, como diz em sua entrevista. É admirável de ver como uma pessoa consegue lidar tão bem com seus problemas, o que para ela não é um problema. Essa entrevista serve de lição para todos que se dizem perfeitos e que reclamam da vida que tem. Que mais pessoas possam ver esse exemplo passado por Sueli, de que todos sem exceções, podem conviver bem entre si, e que problemas existem para serem enfrentados com sabedoria e determinação.


    Giovana de Lima Nogueira
    2° período de Pedagogia

    ResponderExcluir
  52. No vídeo nos mostra que ser uma pessoa surda não é ser só mais um deficiente no meio das pessoas normais e sim que ela tem uma cultura diferente. Nele também fala como é importante a comunicação de sinais para a convivência entre eles. Sueli Segala é um exemplo de vida, ela deixa bem claro que sua deficiência não atrapalha em nada, ela é feliz e tem uma vida normal. Seu objetivo é sempre poder crescer na vida, é impresionante como ela consegue ler nossos lábios e falar como se estivesse nos ouvindo perfeitamente. Sueli você está de parabéns eu mesmo aprendi muito, você nos passou uma linda lição de vida.
    Maira da Silva Machado
    segundo período - pegagogia

    ResponderExcluir
  53. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  54. Sueli Segala,mostra que os "deficientes" somos nós aos olhos do surdo,pois somos nós que não conseguimos falar em Libras,antes de ver o vídeo eu achava que eram eles os deficientes,e agora vejo que não.Por que rotularmos uma pessoa de deficiente? Pra nós aquilo é uma deficiência mas pra ela não, porque ela se adapta aquela condição,e ao meu ver de hoje em diante deficientes não mais existem, apenas pessoas diferentes umas das outras,que se superam a cada dia.
    Marina Penaforte Faria
    2°período pedagogia

    ResponderExcluir
  55. Nesta entrevista com Sueli Segala é difícil acreditar que ela é surda pela facilidade que ela tem de dialogar, é uma pessoa surpreendente que nos mostra que não temos limitações diante das dificuldades um exemplo de superação.Uma fala que me chamou a atenção na entrevista quando ela comenta da necessidade que as crianças tem em aprender a falar com as mãos, que ela achava elas diferentes e começou a ensina las ,isso nos mostra que não são eles que são diferentes e sim nós que não sabemos a lidar com certas situações do nosso dia a dia.
    Flavia Lemos Costa
    2ºPeríodo Pedagogia

    ResponderExcluir
  56. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  57. Sueli Segala, nos apresenta com espontaneidade o quanto é normal ser surda, nos diz que a liberdade se expressar vêm através da analogia, e ela domina muito bem a língua de sinais. Assim identificamos que está linguagem proporciona aos surdos de maneira em geral, uma vida normal, verificamos o quanto é importante está maneira de se comunicar entre si, e com a sociedade em geral. A surdez não é incapacita a nem um ser humano, ao contrário; usando a língua dos sinais a pessoa é sábia, tem capacidades de fazer ações um pouca lenta, como se diz a uma pessoa sem deficiência. Muitas vezes com mais dedicação e responsabilidades.
    Francielly cristiany silva costa 2: período de pedagogia.

    ResponderExcluir
  58. O vídeo nós mostra que os surdos são capaz de falar e de entender perfeitamente o que falamos para eles,a Sueli mostra para gente que não há limites para a pessoa que é surda ,eles sempre vão ter as mesmas capacidade que a gente.

    Cíntia Aparecida Cruz
    2°Período - Pedagogia
    FACICA - CAMPOS GERIAS - 2016

    ResponderExcluir
  59. Existem coisas incríveis no mundo, difíceis de se acreditar, Sueli Segala é um exemplo, é um exemplo bom, de vida. Muitas vezes no no no achamos que tudo está perdido, achamos que está muito difícil, e esquecemos que existem pessoas que tem problemas bem maiores que o nosso, e o mais lindo de tudo é que essas pessoas sabem lidar com suas dificuldades, superando a cada dia. Fiquei emocionada ao assistir esse vídeo, de uma guerreira e vitoriosa, e que Sueli seja o espelho de superação pra muitas pessoas.
    Larissa Daré Silva
    Segundo Período de Pedagogia

    ResponderExcluir
  60. Sueli Segala é um exemplo de pessoa para a comunidade surda e pra todos os ouvintes, pois mesmo sem nos ouvir ela com toda dificuldade, aprendeu a falar e de uma maneira que todos entendam, uma linda historia de superação, é como podemos resumir esta entrevista. A comunicação leitura labial, utilizada no vídeo e fascinante. Dentro da comunidade surda ela mostra que mesmo sendo diferente eles podem ser iguais e que jamais devem ter medo de se comunicar com um ouvinte, se tornando assim um exemplo a ser seguido. Ela ainda prova que, não é só porque uma pessoa é surda, que tem que se esconder e viver sozinho no seu mundo, e ainda ensina junto com seu irmão a todas as crianças surdas, o quanto e maravilhoso e espetacular, estar em circo e entender o que esta acontecendo no picadeiro. Sendo assim ela conseguiu mudar não só a sua vida como a vida de todos ao seu redor.
    Degelane Brito
    Élen Cristina Martins Santos
    Elisangela Ap. Martins
    8º período - Ciências Biológicas

    ResponderExcluir
  61. Sueli Segala é um exemplo de superação, nos mostrando que, apesar da dificuldades, não se deixou abalar, procurando fazer de tudo para ser incluída na sociedade sem preconceitos ou diferenças, e conseguiu. Ela nos mostrou como a comunicação de sinais é importante, tanto para ouvintes quanto para surdos. é incrível sua maneira de ler os lábios e como encara a vida. Nos mostra que surdos não são deficientes e sim, pessoas que tem outra cultura, e que para ele, os surdos, nos, ouvintes, que somos os deficientes. É incrível a maneira dela de ver a vida. Com certeza é um exemplo a ser seguido.
    Andrelise Mesquita
    Bruna Marques
    Priscila Carvalho
    6º período de Biologia

    ResponderExcluir
  62. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  63. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

  64. Os surdos são tradicionalmente discriminados pela sociedade, e desmotivados. A dificuldade de mudar a situação dos surdos começa pelos pais. Muitos não aceitam ou não acreditam que “seu surdinho” possa ter uma vida absolutamente normal.
    No entanto, Sueli Segala, professora universitária, que domina 26 línguas, atriz, diretora e escritora deixa claro que não há limites para um surdo quando existe vontade!
    Esse vídeo é realmente inspirador, a naturalidade com que Sueli fala, nos passa a impressão de que ela ouve perfeitamente, mas vemos no decorrer dos trechos de sua história que a maneira com que ela superou seus limites foi imprescindível para suas conquistas. Assistir a entrevista nos despertou ainda mais a vontade de querer entender este universo de surdos.
    Além disso, o vídeo deixa claro, que para a pessoa surda, a Língua Brasileira de Sinais, a Libras abre oportunidades, facilitando o acesso aos direitos e o exercício da cidadania. Evidentemente, a LIBRAS não é importante somente para os surdos, mas para os ouvintes. Pois, para que assim haja uma verdadeira interação e inclusão dos surdos, ambos precisam aprendê-la.
    Mariane Pereira Santos
    Dionata Rodrigo Lodgero
    Vânia Mendonça Lara
    8º Período – Ciências Biológicas - Facica

    ResponderExcluir
  65. Quando criança, sempre que saía de sua casa, Sueli achava que todas as pessoas tinham deficiência. Afinal, ela nasceu no meio de uma família com mais de 30 pessoas com deficiência auditiva, assim como ela. Por parte de pai, seus bisavós são surdos. Do lado de sua mãe, alguns tios são surdos. Seus pais têm perdas bilaterais profundas. Após três gerações surdas, seu filho é ouvinte, mas tem a Libras (Língua Brasileira de Sinais) como língua mãe.
    Lembrando que Sueli segue 32 idiomas e faz uma leitura labial de muita competência.
    A sua superação nos mostra como o surdo é capaz de superar seus limites e provar pra sociedade a sua função em meio a ela.
    É de admirar a forma em que ela vê a vida com certeza é um exemplo a ser seguido
    LUÍS OTÁVIO MACHADO
    BRUNA TEODORO
    LUANA GOMES
    8° PERÍODO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

    ResponderExcluir
  66. Sueli Ramalho Segala, nos mostra um excelente exemplo de superação. Muitas vezes nos deixamos levar por problemas fúteis do nosso dia a dia e tem pessoas que, possuem problemas maiores e mesmo assim, não desistem apesar das dificuldades, encontradas no caminho e vão atrás de seus sonhos e objetivos.
    Ela nos faz enxergar a comunidade surda de outra forma, pois perante a sociedade os surdos ainda são discriminados, e a maioria das pessoas acreditam que o surdo é mudo, mas nem todos são. Com o auxílio da Libras e leitura labial podem se interagir melhor com os ouvintes. Por isso é essencial que todos conheçam a língua de sinais. A Libras foi oficializada em 2002, mas infelizmente, muitos ainda desconhecem essa língua, acredito que se ela fosse trabalhada não somente em faculdades mas sim em escolas, os surdos conviveriam melhor com os ouvintes.
    É importante que a sociedade mude, que deixe o preconceito de lado e valorize e reconheça a língua de sinais.
    Está na hora de mudar, começar a ter um bom senso, e buscar uma sociedade mais igualitária e solidária.

    Ciências Biológicas - 8° Período FACICA
    P-R-I-S-C-I-L-A O-L-I-V-E-I-R-A
    J-O-Y-C-E A-R-I-E-N-E
    L-E-T-I-C-I-A M-O-N-T-E-I-R-O

    ResponderExcluir
  67. É impressionante como essa guerreira SUELI SEGALA venceu todos os obstáculos á ela dados pela vida. Nascer em uma família onde 30 membros são totalmente surdos, enfrentar uma sociedade preconceituosa, enfrentar um mundo de silêncio e de dificuldades e hoje ser esse exemplo de vida, exemplo de superação não é pra qualquer pessoa. Na história do povo surdo
    estão evidentes as marcas que o identificam como um
    ser incompleto, incapaz, deficiente infelizmente a comunidade tira qualquer motivação de um surdo desde criança por falta de inclusão nas escolas ate a fase adulto com a falta de disponibilidade no mercado de trabalho.E esse vídeo de SUELI SEGALA é inspirador tanto para o surdo quanto para o ouvinte pois nos mostra o quanto a língua de sinais LIBRAS abre novas oportunidades, traz novas esperanças, novos olhares e novas vontades. Vontades estas de entrar mais a fundo nesse universo dos surdos entender , aprender e ajudar...
    R-A-Y-A-N-E R-E-I-S
    D-A-V-I-D F-O-N-C-E-C-A
    W-I-L-L-I-A-N M-A-C-H-A-D-O
    8º PERIODO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

    ResponderExcluir
  68. Sueli Ramalho Segala, nos mostra um excelente exemplo de superação. Muitas vezes nos deixamos levar por problemas fúteis do nosso dia a dia e tem pessoas que, possuem problemas maiores e mesmo assim, não desistem apesar das dificuldades, encontradas no caminho e vão atrás de seus sonhos e objetivos.
    Ela nos faz enxergar a comunidade surda de outra forma, pois perante a sociedade os surdos ainda são discriminados, e a maioria das pessoas acreditam que o surdo é mudo, mas nem todos são. Com o auxílio da Libras e leitura labial podem se interagir melhor com os ouvintes. Por isso é essencial que todos conheçam a língua de sinais. A Libras foi oficializada em 2002, mas infelizmente, muitos ainda desconhecem essa língua, acredito que se ela fosse trabalhada não somente em faculdades mas sim em escolas, os surdos conviveriam melhor com os ouvintes.
    É importante que a sociedade mude, que deixe o preconceito de lado e valorize e reconheça a língua de sinais.
    Está na hora de mudar, começar a ter um bom senso, e buscar uma sociedade mais igualitária e solidária.

    Ciências Biológicas - 8° Período FACICA
    P-R-I-S-C-I-L-A O-L-I-V-E-I-R-A
    J-O-Y-C-E A-R-I-E-N-E
    L-E-T-I-C-I-A M-O-N-T-E-I-R-O

    ResponderExcluir
  69. Na sociedade em que vivemos são raros os casos como o de Sueli Ramalho Segala, um exemplo de superação, independência e acima de tudo inteligência, em sua entrevista fica claro a determinação pela busca da aprendizagem em suas variadas formas e a interação com um mundo novo já que ela pertence há uma família com um grande numero de surdos. É magnífico poder conhecer um pouco da história de pessoas como Sueli que apesar das diversas dificuldades que encontra pela surdez se supera e transmite seu conhecimento e a importância da comunicação através da linguagem de sinais e da leitura labial mostrando não somente a comunidade surda, mas pra sociedade em geral como é possível vencer os obstáculos, adquirir conceitos e informações e acima de tudo transmiti-los a leigos e surdos. Enfim, com ela percebemos que quem possui um propósito de vida e força de vontade, independente de problemas, dificuldades e deficiências se superam surpreendendo a todos ao seu redor.
    F-A-B-I-A-F-E-R-N-A-N-DA
    K-A-R-I-N-E-T-E-O-D-O-R-O
    M-A-R-I-A-I-N-Ê-S-B-A-R-B-Á-R-A
    Ciências Biológicas 8º Período

    ResponderExcluir
  70. A entrevista de Sueli Ramalho Segala ao programa provocações mostra a visão que os surdos tem do mundo ela fala com muito bom humor como é sua vida, a diferença do ângulo de observação em que os ouvintes e os surdos possuem em relação as mesmas coisas. Segala deixa claro que entende a maneira como aqueles que conseguem ouvir observam as coisas, uma questão que poderia ser levantada é se as pessoas que ouvem consegue entender a maneira com que o surdo observa e compreende o mundo. Ela fala que tinha pena das pessoas que não conseguiam falar com as mãos e queria ensinar a todos. E ela nos deixa uma reflexão de quem são as pessoas normais e as deficientes. 6° Período de biologia
    C-A-I-Q-U-E
    M-I-C-H-E-L-L-E
    K-A-T-R-I-E-L-E

    ResponderExcluir
  71. Sueli Ramalho nos deixa bem claro que o surdo tem capacidade de aprender como qualquer outra pessoa, e que todos deveriam ter acesso a língua de Sinais pois ainda há muitas dificuldades para os surdos no mundo de hoje, e eles também ainda sofrem por pessoas não os compreenderem, mais também nos deixa um exemplo de superação na vida e luta pelo direito igual para todos !
    8º Período de Ciências Biológicas
    J-É-S-S-I-C-A S-O-U-Z-A
    J-E-S-S-I-C-A P-E-R-E-T
    P-A-U-L-A

    ResponderExcluir
  72. O vídeo é uma entrevista esplendida, Sueli Ramalho domina 32 línguas, de uma família de 30 surdos que aprendeu a falar como nós ouvintes; porém não houve e nunca ouviu nada. É incrível como os surdos lê em nossos lábios quando queremos dizer alguma coisa, e a partir disso, reproduzem os mesmos sons. É de chorar quando pensamos em ter pena de algum deficiente, quando eles quem devia ter pena de nós por não desenvolver as habilidades que eles possuem. Portanto, nós é que estamos ficando para traz cada vez mais por não saber libras. Libras é fundamental no nosso dia a dia e na transformação dos mundos dos surdos. 8º Ciências Biológicas.

    L-U-A-N-A M-O-R-E-I-R-A
    R-A-I-A-N-E S-I-L-V-A
    R-O-N-I C-R-I-S-T-I

    ResponderExcluir
  73. as orelhas pra ela não servem pra nada e ela sentia do das crianças porq so a família dela sabia usar as mãe a mente a cabeça dos surdos são totalmente diferente o cara la perguntou pra ela oque ela entende de liberdade e ela respondeu que a liberdades e deus e sentimento
    ela é obrigada a prender outras línguas o primeiro sim q ela aprendeu foi o pro como ela diz e ela falou q a diferença da língua sinais e da língua visual e q a língua visual e toda por imagem
    o povo fala q o surdo tem muito preconceto q se isola d tds mais ela falou q e mentira ela e judia gosta d ler livros de judaimos que ela ja foi casada com um policial mais não é mais casada ela tem um filho e que quando ela era peque a o pai dela levava em no circo e assim q ela chegava ficava vendo o palhaço e não entendia nada até q ela teve o filho dela e levou ele no circo pra ele poder falar pra ela oq ele diz e ele falou q o palhaco diz boa tarde. 8º período de Ciências Biológicas.
    F-E-R-N-A-N-D-O
    J-E-S-S-I-C-A A-P-A-R-E-C-I-D-A

    ResponderExcluir
  74. Sueli Ramalho e um espero de superioridade por não deixar, os obstáculos postos pela vida, derrubá-la ou deixar triste, em momento algum ela se desanimas leva tudo como se fossa suprime-te naturalmente como uma pessoa se defeito, mais ela afirma, e fala todos nós temos reponsabilidade de não desistir no primeiro obstáculo pois vida e um mar de possibilita e conquista, para mi ela e um grade espero de superação.
    8º Período de Ciências Biológicas
    J-O-Ã-O P-A-U-L-O-C-A-R-V-A-L-H-O –V-I-C-E-N-T-E

    ResponderExcluir
  75. Nossa, que maravilha de vídeo. Mulher maravilhosa a Sueli Ramalho Segala. Ao primeiro momento ao assistir o vídeo pensei que ela não era surda, pois se expressa com perfeição e afirmativa em suas palavras. Mas ao final o entrevistador pergunta sobre sua surdez e como ela consegue entender perfeitamente e ler os lábios do entrevistador. Estou perplexa com essa mulher esplêndida. Uma observação do vídeo foi o pensamento distorcido que as pessoas têm sobre o surdo. Não entendem e ainda acham que eles são nervosos. Isso mostra a ignorância que a sociedade tem ao enxergar o surdo como um incapacitado.

    Tânia Maria de Souza Dias
    2 período de Pedagogia.

    ResponderExcluir
  76. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  77. Como posso falar diante desse exemplo de vida. Que simplesmente se chama Sueli Ramalho Segala...

    Ainda que falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. (Corintios - 13)

    Sem palavras e milhões de reverências. É só o amor, é só o amor...

    São Luís do Maranhão, OTÁVIO RÊGO...

    ResponderExcluir

Obrigada por sua participação! Volte sempre!